MARCOS LISBOA NEVES

Fisioterapeuta

Liberação Miofascial na Cervicalgia

Por Marcos Liboa Neves em 22.01.2016

Liberação Miofascial no Tratamento da Cervicalgia Mecânica: Um estudo randomizado de grupos paralelos.

Rodríguez-Fuentes I, De Toro FJ, Rodríguez-Fuentes G, de Oliveira IM, Meijide-Failde R, Fuentes-Boquete IM. Am J Phys Med Rehabil. 2016 Jan 7

Um estudo de randomizado duplo-cego foi desenvolvido com 59 indivíduos portadores de cervicalgia mecânica de origem ocupacional. A amostra foi dividida em dois grupos. O primeiro grupo (G1) recebeu intervenção de terapia manual, enquanto o segundo grupo (G2) recebeu liberação miofascial. Ambos os grupos receberam cinco sessões, as variáveis estudadas foram: intensidade da dor, incapacidade, qualidade de vida, ângulo craniovertebral e amplitude de movimento cervical.

O objetivo do estudo foi comparar a eficácia da terapia de liberação miofascial com a terapia manual para o tratamento de cervicalgia mecânica.

A melhora clínica foi observada nos dois grupos, para todas as variáveis estudadas, com exceção da flexão no G1. Em uma análise comparativa entre as terapias após a intervenção mostraram diferenças estatísticas que indicam que o G2 apresentou melhor ângulo craniovertebral. 

Os autores concluíram que o tratamento da cervicalgia mecânica pela terapia de liberação miofascial parece ser mais eficaz do que a terapia manual, no que diz respeito à correção da posição de avanço da cabeça, recuperação da amplitude de movimento e melhorar a qualidade de vida.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26745225